Cerâmica Vale do Gândara - Sustentabilidade - Meio ambiente
A sustentabilidade do tijolo face-à-vista

Definição de sustentabilidade
Satisfação das necessidades do presente sem pôr em risco a possibilidade das gerações futuras satisfazerem as suas próprias necessidades.

O tijolo é eterno
Antes de se falar em sustentabilidade, os tijolos cerâmicos já eram utilizados porque são eternos e praticamente não requerem manutenção. As construções em tijolo são resistentes, duráveis e podem resistir a eventos climáticos extremos.

Os edifícios em tijolo são eficientes
Aliando a construção em tijolo com isolamento apropriado e um bom design solar passivo, é possível criar um edifício que não necessita aquecimento ou arrefecimento artificial, reduzindo os custos energéticos. A elevada inércia térmica do tijolo permite às paredes reterem grandes quantidades de calor e assim diminuir as oscilações na temperatura interior, proporcionando excelentes condições de conforto térmico. Ao longo de um período de 50 anos, a análise do ciclo de vida mostra que a maioria da energia (89%) é utilizada na fase de utilização da habitação e apenas o restante na construção. Aquecimento e ar condicionado representam a maior fonte de emissões de gases de efeito de estufa, por isso faz sentido a utilização de materiais de elevada inércia térmica, como os tijolos.

A otimização do fabrico reduziu a energia necessária para produzir tijolos
Ao longo dos últimos anos, o fabrico de tijolos melhorou muito, contribuindo para a sustentabilidade do produto. As fábricas foram modificadas sendo utilizados fornos túnel altamente eficientes, Em fábricas como a Cerâmica Vale da Gândara é utilizado gás natural e recuperado a quase totalidade do calor e matérias-primas, diminuindo os desperdícios. A inovação contínua no processo de fabrico significa que a energia necessária para fabricar tijolos é constantemente reduzida.

Os tijolos podem ter funções múltiplas, reduzindo os impactos ambientais
As paredes de tijolo podem ter uma função estrutural, de acabamento, conforto acústico, conforto térmico, boa qualidade do ar interior, resistência ao fogo, resistência ao impacto e durabilidade, tudo num só produto, reduzindo os impactos ambientais e aumentando a eficiência energética e de recursos.

Os tijolos podem ser reutilizados ou reciclados
Devido à sua durabilidade, as construções em tijolo podem ser reabilitadas para diferentes fins, eliminando a necessidade de construir novos edifícios, com todos os impactos ambientais associados. Em caso de demolição, os tijolos podem ser reutilizados para a construção de novos edifícios. Por último, os tijolos danificados podem ser reciclados e reincorporados em novos materiais de construção como inertes ou utilizados como sub-base para pavimentação.

As construções em tijolo proporcionam ambientes saudáveis
A utilização de tijolo permite eliminar as tintas e seus compostos orgânicos voláteis, e suprimir uma fonte de alimento para os bolores, contribuindo para melhorar a qualidade do ar interior.
Catálogo Cerâmica Vale da Gândara

Catálogo Digital do Prémio de Arquitectura Tijolo Face à Vista 2010 2011
Sustentabilidade do Tijolo Face à Vista
Sustentabilidade do Tijolo Face à Vista
Sustentabilidade do Tijolo Face à Vista